O que é usabilidade?

Quantas vezes você topou com produtos, serviços ou sites complicados de serem utilizados? Lembra daquele site onde você não acha o que precisa? E aquela porta que você não sabe se abre para dentro ou para fora? E o celular? Um tormento para colocar um simples telefone na agenda. Olha, a culpa não é sua. É de quem criou essas coisas sem pensar em facilitar a vida de quem vai usar. É com isso que a usabilidade está relacionada, ou seja, com a facilidade de uso. Todo produto precisa ser fácil de usar, independente se é uma lavadora, um computador, um DVD ou um site.

E como se mede a usabilidade? Se você gasta um tempão para descobrir como um produto funciona, na hora de usar você fica em dúvida, sem saber o que fazer, e não há nele nenhuma indicação de como seguir em frente para ultrapassar as dificuldades, esse produto não tem usabilidade e portanto não vai deixar você satisfeito nem feliz com ele.

A tecnologia criou coisas fantásticas, mas se a gente não consegue usar, de que adianta? Uma pesquisa feita por uma cientista holandesa mostrou que metade dos produtos que foram devolvidos para as lojas porque estariam com defeito na verdade não tinham defeito nenhum. As pessoas devolveram porque não conseguiam usar.

Já tem muitas empresas preocupadas com isso e trabalhando para criar produtos, sites e sistemas mais fáceis de usar. Por isso, quando você topar com alguma coisa difícil de usar, não fique quieto, achando que a culpa é sua. Reclame. Procure outro produto, outro fabricante, outro site. Usabilidade é um direito seu.