Tá difícil… comprar uma linha “Oi Simples assim”

oi

Faustino, de São Luis/MA, reclama da usabilidade dos sistemas de call-center. Ele manda o relato completo de dezenas de ligações em que ele tenta comprar uma linha telefônica:

Nesse relato  (vale a pena clicar e ler), você vai encontrar uma boa quantidade de fatos e situações críticas da usabilidade dos sistemas de call-center no Brasil. Desde informações não integradas, processos sem continuidade, falta de retorno, restrições de acesso de operadores aos cadastros, até tentativas de insinuar que o consumidor é que está usando o sistema incorretamente.
 
São quase 6 horas – sim, isso mesmo – seis horas de tempo empenhado em ligações durante 4 dias. E afinal, não consegui comprar uma simples linha fixa.

Anúncios

Tá difícil… o que você vê na imagem?

bol

Alisson, de Esteio/RS, mandou a tela de cadastro no BOL que pode levar o usuário ao erro:

A instrução diz: “Digite abaixo as letras que você vê na imagem”. A questão é que se digitar somente as letras não funciona. Tem que digitar tudo, letras e números.

Instrução é instrução, tem que ser precisa!

Tá difícil… lojas de telefone sem telefone

Vivo

Tim

Claro

Maria, de São Paulo/SP, reclama que as lojas de telefones celulares “oficiais” das operadoras não disponibilizam uma informação essencial para os usuários:

Estou pensando em comprar um smartphone e fui pesquisar na web. Não encontrei o modelo que eu procurava na loja virtual da Claro, nem da Vivo e nem da Tim. Como essas lojas virtuais às vezes não mostram os modelos que não estão disponíveis no momento, pensei em ligar para as respectivas lojas físicas. Para minha surpresa, esses sites disponibilizam apenas os endereços das lojas e não os telefones. Não me dei por vencida e entrei no site do Shopping Morumbi. Mais uma surpresa: além de não divulgarem os telefones de suas lojas, a Vivo, a Claro e a Tim também não permitem que os shoppings o façam! (Tentei outros e foi a mesma coisa)

Quem quiser falar com alguma loja “oficial” tem que parar o que está fazendo, sair da sua casa ou do seu trabalho, pegar seu carro e ir até lá pessoalmente. Pela lógica das operadoras, sempre eu precisasse falar com alguém eu deveria me deslocar e falar pessoalmente… ou mandar uma carta… ou um e-mail. Por essa mesma lógica, eu nem mesmo precisaria ter um celular… Vai ver elas estão certas!  

Tá difícil… passaporte pelo site da Polícia Federal

Escolhendo o posto sem saber a data

Ana, de São Paulo/SP, reclama das enormes dificuldades que o site da PF coloca para quem tenta tirar o passaporte pelo site:

Levei quase duas horas para conseguir finalizar o processo para a renovação, que é bastante dificultoso.

Primeiro você deve solicitar o passaporte, preencher dezenas de dados e receber seu protocolo no final. Depois você precisa agendar a ida ao posto da PF para confirmar tudo de novo, tirar digitais, etc, já que eles mudaram tudo para garantir mais segurança (espero que seja seguro mesmo!).

Para você agendar, vc só precisa escolher o posto mais rápido, certo? Errado!

No primeiro formulário vc tem que escolher um posto sem saber qual a data disponível para entrevista. Se vc escolheu no primeiro formulário, por exemplo, ir ao Shopping Ibirapuera, depois de um tempão, ao entrar na solicitação de agendamento, você descobre que a próxima data disponível nesse posto é em 2 meses. Aí, se você tiver disposição e persistência, você entra em cada posto, um por um, para saber das datas para entrevista. Depois de mais de uma hora, consegui descobrir qual posto tinha menos fila. Aí tive que preencher novamente o formulário, imprimir a guia de pagamento, etc… tudo que eu já tinha feito antes.

E detalhe: vc ainda tem que pagar R$ 156,07 para esse serviço, é preciso ter paciência e muito tempo de sobra, pois o site é demorado demais, os processos são complicados. Fico imaginando uma pessoa com mais idade utilizando isso. Bem difícil…

Participe você também. Mande para nós outras coisas que estão difíceis de usar (diga em que cidade e estado você mora).

Tá difícil… entrar e sair do ônibus

    ônibus com 1 porta 

Joca, de São Paulo/SP, reclama que os microônibus usados pelas cooperativas em S. Paulo não atendem às necessidades dos usuários de transporte público: 

Aqui em São Paulo, tá difícil andar nos ônibus das cooperativas permissionárias. Faltam apoios para os pés e para as mãos e a maioria dos carros possuem uma porta só para entrada e saída, tumultuando e aglomerando as pessoas na gaiolinha da frente, antes do bloqueio.

Tá difícil… search results no site do Brasil

Search no site do Brasil

José, de São Paulo/SP, mostra mais um site que obriga seus usuários a falar inglês, o site do governo do Brasil:

Entrei no site do Brasil, ou melhor, do governo do Brasil, para procurar uma informação, não encontrei e resolvi usar a busca. Digitei a palavra, dei “entra”, esperei e… nada aconteceu. Aí vi que tinha que também uma caixinha “Selecione” para escolher se a busca era em “todo o portal” ou “nesta área”. Coisa mais inútil, só atrapalha, selecionei “todo o portal”, cliquei no OK e… nada. Aí vi a barrinha de progresso do navegador se mexendo e esperei. Esperei um bocado até vir a tela com os resultados. 

Tive mais 2 (más) surpresas: primeira, o texto da tela mistura inglês com português; segunda, os resultados tinham muito pouco a ver com a minha busca. Tive que desistir, fui tentar no “site buscador” tradicional.